1.png
 

 II Festival Disfarçados Teatro do Chapéu em Casa - 2020

Projeto Cultural independente, pensado em Chapecó para o mundo online em meio à Covid-19.

Este é o primeiro festival multilinguagens online da cidade, desenvolvido por produtores e artistas locais, com foco na economia criativa, colaborativa e no estímulo à produção cultural local independente.

No aniversário de Chapecó queremos convidar você para juntar-se aos artistas locais, por meio de lives “disfarçadas”, durante todo 25 de agosto. Uma programação com entretenimento humanizado e de qualidade, para todas as idades.

 

Esse encontro, também é gerador de renda para trabalhadores da arte e da cultura que estão com suas atividades profissionais paralisadas mediante à pandemia, contribuindo com despesas básicas emergentes e influenciando diretamente na economia local.

 

O CHAPÉU

Seguindo a tradição das apresentações de rua que aconteciam para toda a comunidade, o "número do Chapéu"  é a referência para o Festival Disfarçados Teatro do Chapéu; era no momento em que o chapéu passava que todos ali presentes poderiam contribuir financeiramente como forma de reconhecimento e valorização do

produto cultural apreciado.

 Vemos nessa ação uma forma democrática de valorização, reconhecimento e troca entre artistas e comunidade.

Em meio a pandemia a nossa casa vira o palco e o chapéu vira a plataforma colaborativa.

Nesse sentido queremos aproximar a comunidade da classe artística local, fortalecer o mercado cultural independente de Chapecó e gerar renda para artistas que estão, neste momento, longe dos palcos.

Para que o projeto aconteça foi desenvolvido um https://benfeitoria.com/festivaldisfarcados  

onde o valor de contribuição é livre e servirá de reconhecimento e  valorização para esse projeto. 

O projeto conta ainda com a possibilidade de empresas apadrinharem o festival e se tornarem patrocinadoras diretas de um movimento cultural independente, on-line, que leva o nome Chapecó para o mundo.

 

DISFARÇANDO

Disfarçando

"Voando alto" - Artes visuais  - Marco Antônio Arteiro 

"Versos que compus na quarentena" - Música - Amanda Cadore

"Nuvem Digital" - Poesia - Joana Golin e Alice Souto 

"Nova Linha, Parágrafo" - Audiovisual - Lua Caolha

"memórias, prateleiras e poesias" - Poesia - Antonio de Oliveira

"Laura Tereza" - Música - Laura Tereza

"Laura Müller Na Raça" - Música - Laura Müller

"Kiki - O Ritual da Resistência Kaingang" - Audiovisual - Margot Filmes

"Essências" - Dança - Marinalda Bedin e Carol Sander

"EP Âmago" - Música - Agoro

"Curva!" - Poesia - Grupo Vertigem de Ações Poéticas

"Cousas e Causos" - Teatro - Cia de La curva

"Causos de Visagem" - Narração de Histórias - Cia contacausos